EnglishPortugueseSpanish
EnglishPortugueseSpanish
+55 (11) 5643-4477
+55 (11) 9.9614-8054

Monitoramento Ambiental e sua Importância nas Indústrias Farmacêuticas

Monitoramento ambiental nas Indústrias Farmacêuticas, O que é e para o que serve?

O monitoramento ambiental é um controle que se utiliza de algumas sequências de medições e indicadores de parâmetros, visando a preservação dos nossos bens naturais como o ar, a água, entre outros. Suas funções abrangem medições, pesquisas, fiscalizações e observações, com o intuito de colaborar para a preservação desses bens.

Esses indicadores de parâmetros (definidos pela ANVISA) colaboram para a verificação de possíveis contaminações e impactos ambientais, medindo dimensões e riscos, e, no caso de ocorrências, é feita a verificação de quais medidas devem ser tomadas a fim de minimizar os danos ocorridos, além de avaliar a eficiência das medidas preventivas para cada ambiente.

Indústria farmacêutica

Como funciona o monitoramento ambiental nas indústrias farmacêuticas e qual sua importância nesses ambientes?

Primeiramente é importante entender que existem 2 tipos de monitoramento ambiental, são eles os de micro e os de macro escala.

Quando pensamos no monitoramento ambiental em áreas classificadas, como no setor industrial farmacêutico, estamos falando em monitoramento ambiental de micro escala, pois trata-se de áreas e parâmetros relativamente pequenos e com limites de espaços pré definidos, e é justamente desse monitoramento que vamos tratar.

Em indústrias farmacêuticas e ambientes críticos, o tratamento de ar se faz necessário, pois contaminações por meio do ar podem prejudicar todo o processo de fabricação dos medicamentos, contaminando desde sua fórmula, até o local de trabalho e os pacientes que irão consumir estes medicamentos.

Para proteger o ambiente, o monitoramento ambiental faz testes e medições visando controlar os risco de contaminações por microrganismos nessas indústrias.

Por meio de testes como a realização de contagem de partículas presentes no ar e a verificação da emissão de gases gerados nesses processos industriais é que se chega à conclusão de quais medidas preventivas (relativas ao tratamento do ar) serão tomadas para a mitigação de riscos naquele ambiente.

microbiologiaDentro de uma mesma indústria farmacêutica, existirá diferentes áreas que serão separadas e classificadas conforme o grau de risco (definidos por legislação) de cada um desses ambientes, levando em consideração os processos ali realizados.

De acordo com o grau de risco da área, este será classificado como Grau A, B, C ou D, será definido também o tipo de ação preventiva no tratamento de ar, visando a qualidade e diminuição de riscos neste ambiente.

Uma linha de produção segura diz respeito às rígidos parâmetros de monitoramento!

As áreas de grau A são as áreas que necessitam de máximo controle ambiental para que sejam evitadas as contaminações.

Salas Limpas

Para o exemplo de como funciona o monitoramento ambiental nas indústrias farmacêuticas e outras, as Salas Limpas (Relembre o conceito de Salas Limpas bem aqui) são ambientes que devem ser altamente controlados, portanto considerada como área de Grau A, e o tratamento de ar que esse local receberá será diferente de outras áreas dessa mesma indústria como farmácias, corredores, vestiários etc.

As áreas de Grau B são aquelas que ficam próximas ou ao lado da áreas de Grau A, e que portanto exigem também um controle mais rígido, pois se contaminadas podem expandir a contaminação até as salas de Grau A.

Já as áreas de grau C e D são áreas mais tolerantes a microrganismos. Geralmente locais onde são manipulados produtos não estéreis, portanto não necessitam de grande controle ambiental.

Grau C e D

Cada variação de grau vai definir um tipo diferente de ação e utilização de filtros no processo de tratamento do ar naquele ambiente.

Os Filtros de Ar nas Indústrias Farmacêuticas

Os filtros para Tratamento de ar tem um importantíssimo papel no monitoramento ambiental, de acordo com o grau de cada área.

São os filtros de ar que vão controlar a propagação de contaminantes aéreos como bactérias, fungos, parasitas entre outros. Evitando desta forma prejuízos como a contaminação de lotes de medicamentos, danos severos ligados à saúde de todas as pessoas envolvidas nos processos de fabricação dos medicamentos, e danos à saúde do consumidor final.

Para manter a produção segura, as indústrias farmacêuticas precisam de um sistema de Tratamento de Ar seguro e eficaz.

A Linter Filtros, há 23 anos trabalha fornecendo os melhores filtros e equipamentos para cada aplicação, com suas devidas classes de filtragem.

Conheça toda a nossa linha de Filtros e Equipamentos para Tratamento de ar e solicite um orçamento.

filtros-ar