filtros de água

MEMBRANA PARA OSMOSE REVERSA
Membrana para Osmose Reversa

Contando com uma equipe de engenharia com anos de experiência, a LINTER está apta a oferecer aos seus clientes as melhores soluções em Osmose Reversa indicando as membranas corretas e condições operacionais ideais. Em parceria com grandes fabricantes mundiais, a LINTER dispõe de estoque local e equipe de campo que auxilia na troca das membranas e concede treinamentos ?in plant? aos seus clientes para maximizar a vida deste importante componente. Fabricadas com lâminas de poliamida e produzidas com a tecnologia mais avançada. São utilizadas em uma ampla variedade de aplicações, em purificadores para água destinada ao consumo humano, elaboração de alimentos, setores hospitalares, etc. Dispomos de todos os modelos e tamanhos para o mercado em geral. Em linha com o avanço tecnológico do mundo e aos padrões dos novos projetos das empresas.

Aplicações
  • Dessalinização de água do mar: a membrana de Osmose Reversa pode reduzir a concentração de cloreto de sódio de 35.000 mg/L para 350 mg/L
  • Irrigação: Um dos problemas da agricultura é a acumulação de sais no solo em função da irrigação com água de rios ou poços, a membrana é capaz de remover esse excesso de sais de forma economicamente viável
  • Alimentação de Caldeiras: Caldeiras exigem água puríssima, pois a evaporação da água causa a incrustação da superfície dos tubos, reduzindo a transferência de calor, aumentando o consumo de combustível e o risco de explosões. A Osmose Reversa tem sido o tratamento mais utilizado nesses casos
  • Produção de produtos químicos: conglomerados farmacêuticos, hospitais e laboratórios utilizam o processo de Osmose Reversa para garantir a máxima pureza em seus produtos
  • Hemodiálise: A membrana é utilizada no processo de diálise garantindo alto grau de qualidade do processo
Características
  • Não consome grande quantidade de produtos químicos (ácidos e bases fortes)
  • Excelente relação custo x benefício
  • Não interrompe a produção
  • Dispensa etapas de regeneração
  • Alta produtividade
  • Alta rejeição de sais
  • Há geração de um fluxo de rejeito, solução com elevadas concentrações de sais em volumes de até 50% da alimentação total
Dados Técnicos
  • Testes efetivados com água a 25 ºC, NaCl 200 mg/l, pH 7,5, pressão de testes 225 PSI
  • A vazão pode variar em +/-15%
Limites de Utilização
  • Pressão máxima: 600 PSI
  • Temperatura máxima da água: 45 ºC
  • SDI máxima: 1,4 m³/lh
  • Cloro livre máximo na água: < 0,1 mg/l
  • Faixa de pH para uso contínuo: 3-10
  • Faixa de pH para limpeza química: 2-11
  • Queda máxima de pressão por membrana: 15 PSI